JONATHAN HAIDT - Psicólogo social norte-americano

Reconhecido como um dos maiores pensadores globais, seu trabalho enfoca as bases da moralidade em diversas culturas. É autor de A mente moralista e Uma vida que vale a pena.

JONATHAN HAIDT (Estados Unidos, 1963) 

Psicólogo social norte-americano 

 

O trabalho do psicólogo social Jonathan Haidt é estudar a moralidade e os seus fundamentos emocionais, com variações de cultura e desenvolvimento. Ph.D. em Psicologia pela Universidade da Pensilvânia, é professor do programa de Negócios e Sociedade da NYU Stern School of Business em Nova York.  

Atualmente, trabalha com economistas e cientistas sociais para descobrir como fazer negócios e criar sistemas como ONGs e cidades de forma mais eficiente e envolvendo um design de sistemas éticos. Haidt iniciou suas pesquisas estudando as emoções morais negativas, como nojo, vergonha e vingança. Mas depois passou para as emoções morais positivas, como admiração, reverência e elevação moral. Ele é codesenvolvedor da Moral Foundations Theory, do site YouMorals.org e do OpenMindPlatform.org, um programa educacional que ensina pessoas e grupos a ter conversas produtivas em várias linhas de diferença.  

Nomeado como um dos melhores pensadores globais, em 2012, pela revista Foreign Policy e, em 2013, pela revista Prospect, recebeu três prêmios de ensino da Universidade de Virgínia, e suas palestras no TED foram vistas mais de 6 milhões de vezes.  

É autor de quase cem artigos acadêmicos e de vários livros, entre eles A mente moralista, Uma vida que vale a pena e The Coddling of the American Mind, ainda não publicado no Brasil. Jonathan Haidt defende que, para vivermos virtualmente como indivíduos e como sociedades, precisamos entender como nossas mentes são construídas.