ALAIN MABANCKOU - Escritor francês

Professor de literatura francófona e escrita criativa na Universidade da Califórnia, é autor de Memórias de porco espinho, obra agraciada com o Prêmio Renaudot, e Petit Piment, romance indicado aos prêmios Goncourt e Man Booker.

ALAIN MABANCKOU (Congo, 1966) 

Escritor francês 

 

Ao misturar filosofia, humor e absurdo em seus romances, Alain Mabanckou foi comparado ao escritor irlandês Samuel Beckett. Formado em Direito em Brazzaville, no Congo, onde nasceu, trabalhou em diferentes multinacionais francesas antes de se dedicar integralmente à literatura. É um dos mais reconhecidos autores franco-africanos da literatura contemporânea.  

Reside nos Estados Unidos, onde foi professor da Universidade de Michigan. Atualmente, leciona literatura francófona e escrita criativa na Universidade da Califórnia em Los Angeles e na França. Autor de mais de dez livros de poesia e romance, sua obra já foi traduzida para mais de 20 idiomas.  

Em 2005, lançou Copo quebrado. No romance, conta as histórias dos frequentadores do bar O crédito acabou, numa narrativa que incorpora alusões literárias, a realidade africana no Congo e as reflexões do narrador sobre sua vida e a da comunidade onde está inserido. No ano seguinte, publicou Memórias de porco espinho, pelo qual recebeu o Prêmio Renaudot. O livro apresenta uma paródia da lenda popular de que todo ser humano possui seu duplo animal.  

Também foi agraciado com o Grand Prix da Literatura em 2012 e o Prêmio de Literatura da África Subsaariana. Em 2015, foi listado como finalista do Prêmio Man Booker, com Petit Piment, ainda não publicado no Brasil. Em seus livros, Alain Mabanckou mantém o ritmo das línguas orais africanas, unindo tradição, fantasia e crítica social na construção de histórias.